Quando eu voltar a ter 5 anos

1 comment
JACQUES LACAN, O MENINO<

Paris dormia às 3hs da madrugada. Uma voz gaguejante atende ao telefonema que lhe interrompeu o sono:
- Alô.
- Alô, Richard?
- Alôo.
- Alô, Martin Richard?
- Sim, quem é?
- Lacan.
- Quem?
- Jacques Lacan.
- Doucteur? Oui, bom dia.
- Escute, Richard, espero não estar incomodando... estou lendo um trabalho seu a respeito de A carta sobre os cegos, de Diderot, que eu aprecio muito, e eu gostaria de discutir certos pontos, pessoalmente, com você.
- Mas com o maior prazer, Doutor.
- Que bom! Quando você pode?
- Quando o sernhor quiser, Doutor, é só me vizer que vou encontrá-lo.
- Ah, como você é amável, Richard; aguardo você, então, no café da esquina da Saint Michel com o cais dentro de trinta minutos. E desligou.

Martin Richard ficou com o telefone na mão, com pouco tempo para decidir o que fazer. Não tinha vontade de ligar de volta para Lacan, eram três e cinco da manhã, não se fazia isso. Também não podia deixar o Doutor - assim ele era chamado pelos próximos - esperando-o sozinho num café.

Só teve tempo de calçar seus jeans, tênis, jaqueta, pegar sua bolsa de livros, descer correndo as escadas, montar em sua bicicleta e aproveitar o leve declive do Boulevard Magenta para ganhar velocidade.

Entrou no café disfarçando a falta de ar e se deparou com Lacan em uma mesa de canto, rodeado de papéis. Com o melhor dos sorrisos, o Doutor lhe estende a mão repetindo:

- Puxa, como você é gentil, Richard.

Jacques Lacan gostava de dizer que tinha conco anos. Aos cinco anos a pessoa tem um querer direto, sem intermediários. É diferente de querer querelante e reivindicativo dos quinze, e do querer conforme às regras do adulto. mas vale um detalhe: ter cinco anos após uma análise, chegar aos cinco anos pelo convívio diário com o Real - conceito lacaniano que se refere à impossibilidade da nomeação total do seu desejo ("o que será que será que nunca tem nome nem nunca terá?") - é diferente de tê-los por biologia ou retardo.

Jacques Lacan tinha cinco anos.

1 comentários:

Anônimo disse...

Super color scheme, I like it! Keep up the good work. Thanks for sharing this wonderful site with us.
»