Páginas

20.10.07

Valor da Hora-Aula

Chegou e-mail. Um cara me chamando para dar um mini-curso num congresso da área. Pedia o valor da minha hora-aula. E eu pensei, para um mini-curso, 150 reais. Se eu fosse doutora, 220 reais. Acho consistente. Mas tem muita gente que não acha. Então eu saí feito doida pela internet pesquisando o valor da hora-aula. Vejamos:

Titulo ---- instit. 1 ------ instituição 2 --------------------------- instit. 3 ------------------------------------ instit. 4
Grad. ----- 90 reais ------ 45 (ou 90 p/ cursos fechados) ------ 35 reais para aula na graduação ------ 100 reais
Esp. ------ 110 reais ---- 50 (ou 100 p/ cursos fechados) ----- 50 para aula na especialização ------- 100 reais
Mest. ----- 140 reais ---- 80 (ou 160 p/ cursos fechados) ----- 65 (ou 70 p/ aula de mestrado) ------- 120 reais
Dout. ----- 180 reais ---- 130 (ou 260 p/ cursos fechados) ---- 80 (ou 90 p/ aula de doutorado) ------ 150 reais


Estes valores são para aulas ministradas em nível de especialização. Entre parenteses estão os valores para outras situações, mais específicas. Eu não achei nada tão sistematizado assim em termos de hora-aula para um congresso, em se tratando de mini-curso. Sendo este (o mini-curso), diferente de palestra, achei de bom tom colocá-lo em mesmo nível de aula ministrada em curso de especialização. A instituição de número 2 me parece ter uma proposta bastante razoável, em pagar o dobro para cursos fechados e, talvez, eu possa colocar aí a relação com o mini-curso. Desta feita, os 160 reais propostos por esta instituição não foge muito dos 150 reais de minha proposta. Valor mantido, em termos de negociação, mas o cara quer pagar 50.

Meu raciocícinio diz que o valor de palestra em congresso deve ser maior do que o valor de mini-curso. Não tenho nem idéia de quanto. Penso que deva ser algo subjetivo. Algo que varie entre 1 mil (um professor doutor rasoável) a 30mil reais (um professor doutor tipo FHC) a palestra. Um outro valor que encontrei na internet foi o da hora-aula de um professor de MBA, cerca de 300 reais.

De qualquer forma, eu deixo o espaço em aberto para quem quiser colocar novos valores ou discordar destes que aqui foram expostos. E também para auxiliar aqueles que, como eu, não sabem direito cobrar o valor de sua hora-aula. Ou para aqueles que acham normal ir dar uma palestra numa disciplina de graduação ou numa semana acadêmica qualquer sem cobrar nada, apenas em troca de um certificado de participação.

4 comentários:

Andréa disse...

Vixe, penso bem diferente mas prá simplificar: A Ciência não é mercadoria e os Congressos não são Mercados ;-)

Fernanda Ramirez disse...

é, prima, eu até poderia concordar, se os congressos não fosse pagos. nós pagamos para falar sobre nossos trabalhos. investimento, pode ser. mas não se trata de uma democracia do conhecimento, isso com certeza.
Beijos

Alena disse...

Eu já trabalhei de graça, não pretendo mais. Carla Perez e cia cobram xyz para posar nua e olha que nem todos querem ver seus tchans. Ora, ora... Congressos são mercados sim, de um produto impagável e pessoas que precisam de dinheiro estão lá (alunos que o querem no futuro e para isso estudam e professores que trabalham com educação).
Gostei muito quando soube que Suassuna cobrou 15000 para palestrar em Salvador. A faculdade onde trabalho não pagou, outra bancou. Gostei muito. Senti orgulho dele. E de ter preço. Porque este discurso de quem não tem preço é estratégia de manipulação de quem está no poder e quer ver a gente , professores, se **der...

Anônimo disse...

Prof. Fernando

vc está certa, deve-se cobrar sim pelo nosso conhecimento, afinal, investimos tanto em nossas carreiras para se trabalhar de graça?? precisamos nos valorizar como docentes...abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...