De palestrante para palestrante

1 comment
Segredo do sucesso dos melhores palestrantes
Reinaldo Polito
Neste ano completo 32 anos como palestrante e professor de oratória. Ao longo desta longa e gratificante carreira, tive o privilégio de conviver com os melhores e mais importantes palestrantes do país. Sou amigo da maioria deles.Embora minha atividade seja a de ensinar a falar, aprendi muito com a comunicação desses profissionais. Cada um com sua característica, com seu jeito, com seu estilo próprio de se expressar.
O sucesso desses palestrantes é tão extraordinário que muitos deles fazem palestras todos os dias e mesmo assim não conseguem atender metade dos convites que recebem para fazer suas apresentações.
O que esses comunicadores possuem de excepcional? Por que conseguem ser admirados e disputados pelas corporações? Quais as técnicas que utilizam para encantar as platéias?Aproveitei nossa amizade e estreito relacionamento para conversar com vinte dos melhores deles. Perguntei sobre os recursos, os métodos, os segredos que cada um guarda na manga para ser vitorioso na arte de falar em público. De maneira resumida, quase em formato de dicas, vou revelar em uma dúzia de pontos o que descobri nessa pesquisa pessoal.
1 - Consideram os ouvintes. Todos, sem exceção, levam em consideração as características, as necessidades e as aspirações dos ouvintes. Sempre procuram saber da maneira mais detalhada possível quem vai compor a platéia e o que essas pessoas esperam da sua apresentação.
2 - Conquistam logo no início. Revelaram que se esforçam para conquistar os ouvintes logo no início da palestra. Preparam um início que julgam apropriado para a circunstância, mas ficam atentos para descobrir se alguma informação do próprio ambiente poderia ser usada para substituir o que haviam preparado. Se encontram algo interessante não hesitam em mudar.
3 - Usam o humor. Alguns de forma mais espalhafatosa, outros de maneira mais comedida, fazem do humor um recurso sempre presente para tornar a mensagem mais interessante e atraente. Para isso contam com a presença de espírito e a capacidade de observação para lançar mão de tudo o que ocorra no ambiente.
4 - Contam histórias. Parece uma espécie de marca comum entre todos os bons palestrantes - todos sabem e gostam de contar histórias. Alguns deles até disseram que se não conhecem uma boa história verdadeira, inventam uma que ilustre seus conceitos e ajude os ouvintes a se lembrarem da mensagem.
5 - Analisam a reação da platéia. Por mais criteriosa que tenha sido a preparação, não hesitam em abandonar o que haviam planejado para ir ao encontro da nova realidade mostrada pelos ouvintes. Consideram principalmente a emoção e a reação do público. Dizem que se o lado emocional não for aflorado, abrem espaço para a razão. E usam a emoção caso a razão não seja suficiente para motivar.
6 - Capricham nos recursos visuais. Quase todos usam recursos visuais, filmes, músicas para esclarecer, ilustrar, tornar claro o que transmitem. Entretanto, esses apoios também têm como finalidade sensibilizar, emocionar para que possam persuadir, entreter e, às vezes, até convencer.
7 - Mudam. Pesquisam o que dá certo e afastam o que não estiver funcionando. Parece tão simples e óbvio, mas quantos oradores continuam insistindo nos mesmos erros por falta de iniciativa para promover mudanças. Brincadeiras que dão certo hoje, podem não funcionar amanhã. Ao contrário, informações que não despertavam interesse em determinada época passam a ser motivadoras em outros momentos. Por isso a importância da mudança.
8 - Mantém o foco. Depois que chega a fama aparecem convites para falar sobre uma infinidade de temas. É difícil resistir à tentação. Afinal, como falam bem, basta estudar um pouco o assunto proposto e a palestra estará montada. Depois de algum tempo, entretanto, quem age com esse descompromisso pode perder o foco. E quem fala sobre tudo acaba não sendo referência em nada.
9 - Atentam para a atualidade. Embora a maioria trate quase sempre do mesmo tema, e em certas ocasiões até com as mesmas palavras, são estudiosos e eternos aprendizes. O contato com as diversas regiões, a interação com pessoas de diferentes formações, a observação das constantes mudanças na vida corporativa, acabam se constituindo em fonte inesgotável de aprendizado e de conhecimento.
10 - Organizam a seqüência. Estruturam o raciocínio com rigor quase matemático. Sabem passo a passo todas as etapas que deverão cumprir, desde o início até a última frase. Assim podem cumprir os horários que lhes são determinados e contribuem para o sucesso e a organização dos eventos de que participam.
11 - Dão espetáculo. O conteúdo é fundamental. É o que existe de mais importante em uma apresentação. Se o palestrante, todavia, se preocupar apenas com o conteúdo correrá grande risco de fracassar. O conteúdo precisa ser regado de espetáculo, de tal forma que se torne atraente e interessante. Alguns palestrantes até não gostam de brincar muito, mas não hesitam em fazer o que for preciso para agradar os ouvintes.
12 - Gostam do que fazem. Todos gostam do que fazem e se emocionam diante do público, mesmo que tenham de repetir a mesma apresentação centenas de vezes durante o ano. Falam com o mesmo entusiasmo, independentemente do local onde tenham de se apresentar.

1 comentários:

ALLmirante disse...

Muito caprichado Blog. Felicidades.